terça-feira, 7 de abril de 2015

Vou viajar e não posso levar minha ave. E agora?

Quando compramos uma ave, devemos ter noção de tudo: alimentação, espaço, gaiola, atenção, tempo, veterinário e também uma viagem.
Algumas empresas de ônibus ou talvez a maioria, não aceitam animais nos transportes, por isso viajar com uma ave é quase impossível. A também a implicância com os carros que transportam aves, devido ao tráfico de aves que existe no Brasil e isso faz com que façamos um documento comprovando que a ave é sua e se é legalizada. Ainda assim, é muito complicado!
Por isso, antes de viajar devemos pensar em tudo para não acontecer imprevistos em cima da hora.
Existem várias clínicas veterinárias que tem Hotéis para aves e é bem bacana e você viaja sem preocupação e seus pequenos ficam sendo bem tratados. Porém, você pode deixar com algum parente de confiança e também uma tabela de quantidade de ração e/ou também de papinha, caso tenha filhotes.

Esses dias fui para São Paulo e como fui de ônibus, não pude levar meus pequenos e claro, tenho 14 aves e não daria para levar todos. haha.
Então quero ressaltar alguns pontos positivos e negativos de não levar as aves junto em uma viagem.

Pontos positivos:

  • Você tem a certeza de que suas aves estão bem;
  • Estão sendo bem tratadas;
  • Tem hora para dormir;
  • Ficam livres de predadores (ex: gatos de vizinhos, etc);
  • Pode resolver seus problemas caso tenha viajado para negócios.
Pontos negativos:
  • Se for uma viagem longa eles podem até morrer de tristeza;
  • Algumas aves ficam assustadas;
  • A pessoa que você deixou cuidando pode não tratar direito;
  • Se eles ficarem doente você não vai saber e consequentemente vão vir a óbito. 

Minha experiência

Deixei meus pequenos com um parente e quando voltei reparei que minha agapornis estava mega brava e me bicando muito forte, coisa que ela nunca havia feito. Minha calopsita estava muito assustada e não veio comigo de jeito nenhum. Minha maritaca havia emagrecido e meus periquitos estavam muito assustados. Meus forpus estavam normais, já que um tem o outro e eles não sentem tanto a minha falta.
Descobri que esse parente soltava meus pequenos contra a vontade deles e por isso estavam tão assustados e bravos. E devido a isso, meu Jace emagreceu, pois ficava solto e não comia e nem bebia água já que os mesmos ficam dentro do viveiro. Quando fui pegar minha maritaca, juro que pensei que fosse um filhote ou que era outra maritaca. Fiquei horrorizada.

Hoje, depois de três semanas, minha maritaca está mais gordinha e minha agapornis está amorosa novamente. Entretanto, meus periquitos e minha calopsita estão ainda assustados. Terei de me dedicar mais para "amansa-los' novamente.
Então, pense muito bem com quem irá deixar seus pequenos ou se vale a pena levá-lo com você.






Espero que o post tenha ajudado. 

Beijos e Bicadinhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário